Política de Participação

  •  

    Os participantes do plataforma REDE (doravante apenas REDE) obrigam-se a cumprir esta política.

    São participantes da REDE os doadores (toda a comunidade, sejam particulares ou entidades colectivas, públicas ou privadas) e as entidades beneficiárias (todas as entidades que registam na plataforma os itens necessários à população que auxiliam).

     

    1. Obrigações dos participantes

    1.1 A participação dos doadores e das entidades beneficiárias na REDE assenta no princípio da solidariedade. Por conseguinte, os participantes devem ser corteses e educados nas relações que estabelecem entre si, incluindo em todas as comunicações e nos compromissos que venham, voluntariamente, a assumir (em termos de responsabilidade na utilização, de qualidade dos artigos e da pontualidade das entregas).

    1.2 É responsabilidade dos participantes garantir que a cobrança ou a entrega de artigos seja realizada de forma legal e segura.

     

    2. Obrigações específicas das entidades beneficiárias

    2.1 Ao registar um artigo na REDE, a respectiva entidade beneficiária deve garantir que:

    - esse artigo é realmente necessário, tendo-se identificado o respectivo destinatário;

    - é previsível que esse artigo tenha um impacto positivo significativo na qualidade de vida do destinatário;

    - esse artigo não consta da lista de artigos proibidos;

    - não pretende vender esse artigo.

    2.2 As entidades beneficiárias que registam artigos devem:

    - assegurar os meios para armazenar com segurança esses artigos até que sejam encaminhados e entregues ao destinatário;

    - avaliar a adequação dos artigos aos respectivos destinatários, incluindo a segurança;

    - preservar a dignidade do destinatário, protegendo o seu anonimato e segurança, designadamente, evitando que os itens doados sejam entregues directamente pelo doador ao destinatário;

    - assegurar que os artigos são efectivamente entregues aos respectivos destinatários.

    2.3 Quando o item doado é um serviço, designadamente uma acção de voluntariado (presencial ou online), a entidade beneficiária deve:

    - garantir um ambiente seguro e/ou um espaço de trabalho condigno para o voluntário, caso seja presencial;

    - estar convencida de que o voluntário está devidamente qualificado para a sua prestação em termos de segurança e qualidade;

    - disponibilizar as condições e prestar as informações necessárias à boa execução do trabalho, obtendo o prévio consentimento do destinatário para divulgar qualquer informação pessoal (sempre que tal seja necessário).

    2.4 As entidades beneficiárias autorizam a utilização do seu nome e marcas com o objectivo de operar e promover a REDE, excepto quando explicitamente manifestem não desejar divulgar essas informações.